Imposição de páginas – parte 2

Confira como funciona a imposição nos principais softwares do mercado

Por Ana Cristina Pedrozo Oliveira
Fonte: Site Revista Publish

O mercado gráfico existem vários softwares para imposição de páginas, comercializados individualmente ou integrados em sistemas de fluxo de trabalho, para diversos gostos e bolsos.

Todos possuem um nicho de funções básicas relacionadas com a ordenação das páginas, utilização de entrada de arquivos com extensões comuns no mercado, como PDF, criação e edição de templates através da análise dos equipamentos utilizados na impressão e acabamento, além de compensação de fresa para acabamento de lombada colada e efeito escadinha para dorso com grampo (cavalo ou canoa).

Os softwares necessitam de configurações prévias baseadas em informações técnicas que devem ser realizadas por profissionais especializados e que conheçam o fluxo de trabalho do começo ao fim, o que garante o bom desempenho do programa.

O software da OneVision, comercializado pela Star Laser, está disponível para Windows Vista e trabalha com imposicionamento de arquivos PDF, podendo ser integrado a sistemas proprietários ou ser utilizado individualmente.

Permite praticamente qualquer tipo de montagem: impressão digital, impressão plana e impressão rotativa, além de possuir interação com sistemas que trabalham com JDF. Possibilita a colocação de marcas de corte e registro de forma interativa, fornecendo uma visualização automática durante o processo de edição. É possível ainda criar templates para serem utilizados em trabalhos posteriores.

O software para imposição da Compose foi desenvolvido para fluxo de trabalho baseado em arquivos PDF. Disponível para Windows XP, pode ser utilizado dentro do workflow da Compose ou individualmente. Segundo a Povareskin, distribuidora do produto, existem aproxidamente 150 usuários utilizando o produto no País. No momento da imposição é possível colocar as marcações convencionais de corte, registro e escala tonal ou utilizar marcações específicas conforme a necessidade de cada trabalho, facilitando a montagem das páginas.

Impostrip 7

O software da Ultimate, comercializado no Brasil pela EasyColor, imposiciona arquivos PDF, PS, EPS e TIFF e é comercializado como Impostrip, Impostrip Solo, Impostrip On-Demand (específico para imposição para formatos até meia folha) e Impostrip Ganging (específico para montagens de fotolito ou chapa).

Disponível para Windows e Mac OS X possui interação com CIP4 e geração de arquivos JDF. A imposição pode ser feita manualmente ou através de hotfolder, o que torna o processo mais rápido e organizado.

Possibilita rotação, escalonamento e ajuste de página com visualização atualizada instantaneamente e adição de barras de cores e marcas de corte e registro além de acabamento do lado direito para línguas hebraicas e árabes, além de suporte a rotativas.

Preps 5.2

O software da Creo é compatível com os RIPs Harlequim e está integrado aos fluxos de trabalho Prinergy, Brisque, Apogee, Rampage e Synapse, mas pode ser usado separadamente. Segundo a Alphaprint, distribuidora do produto, existem aproxidamente 800 usuários do software no Brasil.

Disponível para Windows e Mac OS X suporta a entrada de arquivos PS, PDF, EPS, DCS e TIFF. Aceita arquivos PDF sem conversão para PS economizando tempo e espaço no disco rígido. Suporta também PDF do Acrobat 7, do QuarkXpress 6.5 e tem compatibilidade com Xerox DigiPath 3 e 4.

O software adapta a imposição das páginas através da interpretação de arquivos JDF, que geram respostas para o sistema de pré-impressão ou gestão empresarial e possui o SmartMarks, um dipositivo que permite ao usuário definir a localização das marcas de corte e registro na folha com relação à impressão, além de guardar essas marcações para montagens futuras.

É possível utilizar os templates disponíveis no software ou criá-los de forma personalizada com as características específicas para cada tipo de encadernação, gerando tarefas automatizadas e diminuindo a incidência de erros no processo de imposição.

Apresenta uma visualização da montagem de forma dinâmica e precisa, com as marcas de corte, registro e escala tonal.

O Preps apresenta os módulos Preps XL para impressão sob demanda, Preps Plus para impressão comercial e Preps Pro com integração a CIP3. Está disponível em inglês, francês, espanhol, italiano, japonês e chinês.

Prinect Signa Station 3.0

O software da Heidelberg utiliza arquivos PS e PDF para geração de imposição de páginas e está integrado ao fluxo de trabalho Prinect, mas pode ser comercializado individualmente. Segundo a Heidelberg, existem aproxidamente 150 usuários utilizando o software no País.

Disponível para Windows e Mac OS X, o software possui interação com CIP4. Exporta informações de pré-entintamento, tamanho e espessura da folha, permitindo pré-ajuste de entrada, pinça e saída na impressora além de informações de programação para guilhotina. Inclui as dimensões do trabalho, da folha a ser impressa e da chapa para consulta e conferência.

A interface gráfica é interativa facilitando a setagem de dados referentes à imposição como a escolha dos templates e dos tipos de encadernação, além da visualização da montagem das páginas com o tamanho da impressão, distâncias e as marcas de corte e registro.

Permite a criação, simulação e edição de marcas de forma dinâmica, tornando possível personalizar a montagem com elementos de controle específico da empresa, como logotipo, etiqueta de controle e código de barras. Possui um sistema assistente para imposições complexas que minimiza erros, pois guia o usuário a cada passo solicitando informações necessárias para a montagem.

O software possibilita a otimização para materiais de formatos diferentes em uma mesma montagem, permitindo a escolha dos espaços entre os elementos e a inserção de marcas de corte, registro e escala tonal, gerando um melhor aproveitamento da chapa, do papel e do tempo de produção.

O modo de imposição para embalagem é um dos diferenciais do software, que produz Step&Repeat com o melhor aproveitamento incluindo distâncias entre as embalagens para sangria, inclusão de marcas de registro, escala tonal e geração da faca como um arquivo PDF, podendo dar saída em fotolito e ser enviado para confecção da faca de corte e vinco.

Outro diferencial são os dispositivos de criação 3D da publicação que simula a seqüência das dobras na dobradeira (Folding Sheet Animation). Da mesma forma, é possível a criação da publicação como um boneco virtual para conferência da numeração das páginas (Reader Spreader Visualization).

Ana Cristina Pedrozo Oliveira é técnica gráfica e designer e atua na área de treinamento e consultoria em desenvolvimento de produto, produção gráfica e softwares gráficos.

Tags: , , ,

Leave a Reply